Jenner Augusto

39cm x 50cm

Oleo Sobre Tela

Jenner Augusto
Nasceu no dia 11 de
novembro de 1924, em Aracaju-SE, e faleceu no dia 03 de março de 2003, em Salvador-BA. Em 1949, sob forte influência do modernista Portinari, pintou, graciosamente, as paredes do Cacique Chá com murais baseados em cenas históricas, no folclore e nos costumes de Sergipe. Esse trabalho é considerado como o marco da estética moderna em Sergipe. No final de 1949, transfere-se para a Bahia, e, em oposição à Escola Acadêmica, participou do polêmico núcleo renovador da arte baiana, constituído por Mário Cravo Júnior, Carlos Bastos, Genaro de Carvalho, Rubem Valentim e Mirabeau Sampaio. Em 1966, já consagrado no Brasil, Jenner Augusto inicia uma exitosa carreira internacional. Pintor, desenhista, escultor, cartazista, ilustrador e gravador, em sua pintura, cuja matéria-prima original é a sua alma, retratou o sertanejo, a seca, a enchente, cenários sergipanos e cenas da ensolarada e multifacetada Bahia. Compôs ainda, com maestria ímpar, naturezas-mortas; cenas com camponeses e meninos de engenhos; retratos de amigos e familiares. “Alagados” foi um dos seus temas preferidos

Produtos relacionados

Pague com
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

MARCELUS FONSECA - CPF: 449.798.355-20 © Todos os direitos reservados. 2020


Para continuar, informe seu e-mail